A IMPORTÂNCIA DA NUTRIÇÃO NO PACIENTE ONCOLÓGICO

 

 

     A nutrição pode melhorar a capacidade funcional do organismo de um paciente oncológico, por isso o papel do nutricionista é assegurar uma adequada ingestão alimentar conforme as necessidades nutricionais do paciente, planejando e implementando a melhor forma de alimentação, seja ela via oral ou não, realizando mudanças de forma efetiva e monitorando todo o processo de elaboração do plano alimentar individual sendo ele eficiente e atrativo.

       O paciente  oncológico já é  classificado como  de risco  nutricional  e  na maioria das vezes já apresentam alguma deficiência de nutriente e/ou alteração corporal.

     A alimentação permite prevenir a desnutrição, reduzindo o número de  complicações relacionadas ao tratamento, e prevenindo sua interrupção.

     A avaliação nutricional é realizada pelo nutricionista, e deve ser feita periodicamente, identificando o risco nutricional para evitar danos, diminuir o impacto do tratamento oncológico, ocasionando uma melhor qualidade de vida e garantindo um bom estado nutricional.

     Em geral os pacientes apresentarão alterações gastrointestinais, como: náuseas, vômitos, diarreia, sensação de empachamento (plenitude pós-prandial) alterações na ingestão de alimentos em virtude de anorexia, disfagia (dificuldade de engolir), odinofagia (dor ao deglutir), dificuldade de mastigação, xerostomia (boca seca), obstipação intestinal (prisão de ventre), entre outras alterações e algumas medicações que também podem intervir na absorção e na utilização desses nutrientes pelo organismo.

    Mesmo após o termino do tratamento, é recomendável o seguimento nutricional, pelo menos por alguns meses, para avaliação da evolução do quadro clínico.

       Em resumo, o acompanhamento nutricional deve ser feito antes, durante e pós o tratamento neoplásico, evitando deficiências nutricionais com planos dietoterápicos que atendam às exigências individuais, mantendo o trato gastrointestinal funcionante, respeitando os hábitos e a tolerância do paciente.

Elenice M.T. Romaganoli

Nutricionista - CRN 49814 (Araçatuba - SP)

Pós-Graduanda em Nutrição Hospitalar (IIAE) Instituto Israelita Albert Einstein

Fontes:

- IKEMORI, EHA.et Al. Nutrição em Oncologia, São Paulo-SP, Editora: Marina e Tecmedd, 2203, 471p.

- GARÓFOLO, A. Nutrição Clínica Funciona e Preventiva aplicada a oncologia: teoria e prática profissional, Rio de Janeiro-RJ, Editora: Rubio, 2012, 276p.

- INCA (Instituto Nacional de Câncer, CONSENSO NACIONAL DE NUTRIÇÃO ONCOLÓGICA, 2ª Edição revista, ampliada e atualizada, Rio de Janeiro, RJ, 2015.

Dr. Fernando C. Senra         

Dra. Camila de O. Cola Senra

Tel 18-3621-0365                  

Rua São Paulo, 430, Araçatuba - SP